terça-feira, 24 de março de 2009

O começo do tratamento...

Finalmente feito o diagnóstico, comecei o tratamento.
O tratamento clínico é feito com pequenas doses de anti depressivos. Eles

trazem benefício a curto prazo, em geral nas duas primeiras semanas de tratamento.
Eles possuem ação analgésica indireta, não causam dependência e não possuem efeito narcótico. Promovem aumento da quantidade de neurotransmissores como serotonina, dopamina e norepinefrina. Isso resulta em aumento na quantidade de sono profundo, potencialização da ação analgésica das endorfinas e relaxamento muscular.

Os antidepressivos tricíclicos mais utilizados no tratamento da fibromialgia são amitriptilina (o que eu estou tomando), ciclobenzaprina, imipramina e nortriptilina.
Comecei a sentir os primeiros efeitos da medicação pós o terceiro dia. As dores diminuíram e minha mobilidade melhorou muito. Eu que não tinha um sono muito bom, passei a dormir 8 horas seguidas e ao acordar me sentir realmente descançada.


O que acontece comigo...

A dor muscular é uma manifestação muito frequente na fibromialgia, muitas vezes doem várias parte do corpo, mas o pescoço,os ombros e o conjunto punho/mão são as partes que mais doem. A sensação de formigamento também é comum e as dores podem ser incapacitantes. Essas manifestações variam de acordo com o horário do dia, intensidade dos esforços físicos realizados, condições climáticas, aspectos emocionais e ligados ao padrão do sono. Então como se pode ver estou à mercê de vários fatores ou um conjunto deles.

Afinal o que é essa tal de fibromialgia !!!!

O termo fibromialgia refere-se a uma condição dolorosa generalizada e crônica. É considerada uma síndrome porque engloba uma série de manifestações clínicas como dor, fadiga, indisposição, distúrbios do sono . No passado, pessoas que apresentavam dor generalizada e uma série de queixas mal definidas não eram levadas muito a sério.
Atualmente sabe-se que a fibromialgia é uma forma de reumatismo associada à da sensibilidade do indivíduo frente a um estímulo doloroso. O termo reumatismo pode ser justificado pelo fato de a fibromialgia envolver músculos, tendões e ligamentos. O que não quer dizer que acarrete deformidade física ou outros tipos de seqüela. No entanto a fibromialgia pode prejudicar a qualidade de vida e o desempenho profissional, motivos que plenamente justificam que o paciente seja levado a sério em suas queixas. Como não existem exames complementares que por si só confirmem o diagnóstico, a experiência clínica do profissional que avalia o paciente com fibromialgia é fundamental para o sucesso do tratamento.


O começo de tudo.

Oi, resolvi escrever como é o dia à dia de quem faz trabalhos manuais e sofre de "fibromialgia".
Tudo começou no dia 13 de fevereiro, com uma dor no ombro esquerdo. Essa dor que parecia dor muscular, fruto de uma noite mal dormida (a dor foi tratada como tal), começou a se espalhar por todo o corpo com o passar dos dias. Doiam todas as articulaçoes, os músculos dos ombros, minha mão direita inchou e não tinha força sequer para segurar um copo de água ou escovar os dentes.
Depois de 25 dias tomando remédios errados (eles somente aliviavam a dor), e feito todo tipo de exame. Constatou-se que não era dor muscular nem nenhuma doença reumatológica, como de cogitou também, foi diagnosticado enfim a tal da "fibromialgia.